Penseira




Ouvir Shelter da Birdy no dia do seu aniversário com uma vontade básica de chorar realmente faz repensar se foi uma boa ideia suspender o uso do fluoxetina por conta própria. Rs

Melancolias a parte... 2.6. Não me lembro exatamente agora quantos anos eu tinha quando coloquei o Dictum et Factum na rede; imagino que tenha sido aos 19. Anyway. Passou voando. O tempo tem voado desde... quando?

O que posso dizer? Bem, altos, baixos, alegrias, tristezas, surpresas e decepções. Quem nunca? Se houvesse uma palavra para definir o momento talvez fosse "Iminências". Acho que nunca tive tantas urgências como nos últimos tempos. Urgências quanto ao trabalho, à família, aos vícios. E ao mesmo tempo um desligamento de outras coisas tão importantes e que de repente perderam algumas posições no meu ranking de importância ou iminências.

26. Fala sério. Eu devia estar em outro lugar nesse momento. Saindo com alguns amigos, ou compartilhando um bolinho com a família... mas tá. Computador para que te quero. E um livro do Boaventura Sousa Santos no colo e uma vontade louca de jogá-lo para minha cadela e enviar um "Que se Dane" do tamanho do mundo para a prova de Mestrado que eu farei próximo domingo e que já sei que não irei passar. Rs

Neste vigésimo sexto dia do meu nome (como Martin nomeia nas suas crônicas de Gelo e Fogo) recebi felicitações de pessoas queridas logo após a meia noite (argumentar que eu ainda não havia nascido naquele horário nunca convence meus amigos teimosos); Ao acordar, mensagens de pessoas queridas e de pessoas inesperadas (é boa essa sensação de se sentir querido, não é?) Eu apenas não queria me doer por não me "sentir querida" por aqueles que julgamos ser mais levados em conta. Mas enfim. Não sei mesmo por que tamanha afetação. Afinal é apenas um outro dia. Graças a Deus.

Dá um nózinho na garganta quando aqui, me sentindo pra baixo e mal amada, me recordo daqueles que já se foram. Que não terão a oportunidade de completar mais um ano de vida. É quase um sentimento de miséria: "por que eu continuo aqui? não sei se mereço". Mas tá. Vou voltar para meu fichamento que essa conversa aqui não vai dar futuro.

Enfim. É engraçado como nos momentos que eu fico meio "assim" eu corro de volta para meu blog, meu diário, minha "penseira". Só preciso ser prática. Espero daqui algumas horas, dias ou meses poder reler isso e pensar: " Que besteira! A vida é tão "mais que isso"".  Vamos com fé. Vai que um hora cola x)

0 comentários:

Postar um comentário