Decepções - o que fazer com elas?

Afffe!! Passei mais de uma hora discursando sobre O que aprendi com o meu Gramado, no entanto, na hora de formatar o texto, eu consegui dar um fim nele. :( O engraçado é que o texto tratava justamente disso, lidar com as coisas que não entendemos o porquê de acontecerem. Falava de como às vezes, esperar e simplesmente ver as coisas acontecerem, é o melhor que se pode fazer....
Não deixa de ser uma situação irônica, talvez seja um sinal (pra que eu não escreva sobre o meu gramado hoje ou talvez nunca..!Quem vai saber?). Mas o fato é: às vezes, para que algo mude em nossas vidas, é preciso que ponhamos a mão na massa, que efetuemos as mudanças necessárias, pois a maioria das coisas não vem de ‘mão beijada’. Por outro lado, é preciso muito cuidado, porque também há situações (aquelas em que já fizemos tudo o que estava ao nosso alcance) em que devemos apenas esperar, dar tempo ao tempo, ter aquela Divina Paciência para assistir tudo se acertar!
Como diz o provérbio chinês que meu professor mandou na propaganda por e-mail:
“Se o problema tem solução, não esquente a cabeça, porque tem solução. Se o problema não tem solução, não esquente a cabeça, porque não tem solução.”

Um comentário: