Confissões

Outro dia enviei um e-mail para alguém expondo alguns sentimentos (coisas por mim consideradas pessoais e que eu pensaria várias vezes antes de enviá-los a qualquer um).
A pessoa do outro lado ficou surpresa com o tal e-mail e disse-me que até podia ver-me em frente ao computador na dúvida se deveria ou não enviar...

Esse acontecimento me fez refletir sobre dúvida e medo. É interessantíssimo como queremos ser notados - é hipocrisia alguém dizer que não -, por mais que não queiramos um destaque nacional no horário nobre da Rede Globo, todo mundo gosta de receber um elogio vez ou outra, é uma maneira de saber que outras pessoas perceberam que você está ali, que sua presença faz alguma diferença.

Mas apesar de querermos isso, passamos a maior parte do tempo nos escondendo, sempre ficamos na dúvida de se vamos ou não agradar, ou em outras palavras, não vamos chocar e afastar alguém. Então entramos num paradoxo - ao menos eu entro =D - "quero aparecer, mas não sei se quero me mostrar", ou "quero aparecer, mas não sei se os outros vão gostar do que irão ver"...

Tudo bem, talvez eu esteja me preocupando demais com o que os outros dirão ou pensarão. Mas devemos levar em consideração que vivemos em sociedade, e que a opinião alheia conta sim. Claro que não devemos nos limitar a ser, pensar e/ou fazer apenas o que essa sociedade dita, mas geralmente o fazemos.

Dúvidas, medo, aceitação.
Algumas coisas poderiam ser mais simples, não?
Ou poderíamos simplificar mais as coisas... O chato é que isso tiraria o brilho da maioria das coisas.

8 comentários:

  1. Oi, Viii, medos e dúvidas nos perseguirão por toda a nossa vida. Não passa por questão de maturidade nem experiência de vida.
    Vai de ponderarmos se isso não vai nos prejudicar muito ao tomarmos determinada atitude, como no seu caso. Eu me arrependo às vezes, mas procuro não me cobrar muito, pois sempre foi com a melhor das intenções.
    Adorei o post, e também o seu comentário no meu blog. Tanto que respondi!

    Beijos e bom domingo!

    ResponderExcluir
  2. Amiga, realmente é difícil nos mostrarmos, sermos quem realmente somos. Mas eu acredito que é sempre recompensador. E vive-se mais intensamente quando conseguimos alcançar isso. Por isso, se quiser demonstrar seu amor, seus sentimentos, não pense tanto...

    Um abraço!

    Te amo muito, fique com Deus.

    ResponderExcluir
  3. Essa coisa de querer agradar, por mais que seja incômodo, é natural. Você pode não querer agradar a todos (e deve não querer), mas a alguém, a algumas pessoas é preciso.

    É preciso cativar as pessoas, né?! Se não, quem vai querer ficar ao nosso lado?!

    O problema é quando vira obsessão... quando a pessoa vive para o que os outros pensam. E pior é que eles percebem e sempre manipulam o pobre coitado! rsrs

    É sempre bom buscar o equilíbrio!

    p.s.: Tô com minhas leituras atrasadas. Vi que vocÊ me dedicou um selinho... Muito obrigada.. vou postar lá logo!

    bjoss

    ResponderExcluir
  4. Expor nosso pior lado nos deixa mais forte! Expor nossos melhores sentimentos nos deixa vunerável! É assim que nossos lado sentimental percebe, mesmo que o racional diga ser uma besteira...

    Obrigada pela visita!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Viiii,um dia,vc compra um chapéu roxo,e sai por aí...quando isto acontecer vc estará em paz com vc e com as suas convicções.
    Veja só!Agora vc tem dois selos!Deixei um para vc lá em BLOGAT.Pela forma verdadeira e corajosa como vc se coloca em suas postagens.
    Beijo grande,Maria Alice

    ResponderExcluir
  6. interessantíssimo o texto!

    não tem jeito né?! a gente se expoe sempre... as vezes, de uma forma mais simples, outras vezes, de uma forma mais ousada!

    o fato é que é impossível não ser visto (e como vc mesmo colocou, é péssimo não ser notado!) e saindo de casa, já estamos diante de possiveis julgamentos (ou pré julgamentos)...

    não adianta fugir disso, e nem muito menos tentar agradar a alguém! na verdade, é impossivel agradar a todos (e se fosse possível, seria um saco!).

    acredito muito que quando a gente está de acordo com a gente (seja no visual, como nas atitudes, como nas escolhas etc) tudo flui de forma mais agradavel, ou seja, o ideal é que a gente se agrade! q a gente fique bem com a gente!

    e assim... a felicidade transborda pelo olhar... e quem pensar em "achar alguma coisa" sobre nós... só vai achar uma coisa: eis uma pessoa feliz!

    bjo

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Sempre chega na vida, um dia em que a gente tem que se expor, e é bom, a gente faz uma auto-análise, e fica se conhecendo melhor!!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Vi,
    A opinião das pessoas importa, mas somente das pessoas que representam algo para nós. E o fato de nos preocuparmos com a reação dessas pessoas significa que temos um cuidado especial, vulgo medo, com que mostraremos para elas. Se isso é bom ou ruim, eu não sei. Mas "faz paRte". E não tem nada melhor que a sensação de alívio após a revelação. Com a consequencia, a gente se vira!

    ResponderExcluir