E para começar bem o ano.. Política!

No último post falei de vários blogs que freqüento, recomendo e que significam muito para mim, no entanto, por preocupação a respeito do post ficar enorme, deixei de falar de outros queridos, então aqui vai:

A Marli Borges já comenta há algum tempo por aqui, comentários valiosos por sinal, mas eu ainda não havia tirado tempo para lhe fazer aquela visita, então seguem dois links, o do Blog da Marli e de um blog do qual ela participa, o "Profundo Amar" também muito delicado e sensível.

E como esse mundinho é pequeno, não é verdade? Agora não me lembro ao certo como se deu, mas descobri um conterrâneo que escreve muitíssimo bem e apresenta sempre pontos de vista muito interessantes e relevantes. Ele é o Hugo, dono do Hugo Alves. Quem tiver um tempinho de certo não se arrependerá!

E por falar em mundo pequeno, há também a Teresa, que vive em Portugal, vejam só! E ela é dona do continuando assim..., um lindo e sensível blog, com poesias e contos muito envolventes. Entre as metas para 2011, estão me permitir passear mais por lá!

E pra completar minha listinha, o Memórias da Lira Velha não podia ficar de fora. O Marcos Satoru Kawanami é uma figura ( no melhor sentido ), brinca com as palavras e usa seus sonetos como maneira de protesto, de causar irreverência ou o que for necessário. Muito talentoso e alguém que vale a pena linkar e visitar sempre!

***

Agora com a consciência mais tranqüila, vamos às observações que não são novidade do dia. Há alguns dias atrás assisti a reprise daquele programa Roda Viva da TV Cultura, e me desculpem a ignorância... Fiquei encantada, envergonhada e decepcionada logo em seguida.

Encantada porque é um ótimo programa, onde são tratados temas importantes e instrutivos e não se trata de Pão e Circo, de um programa para ‘emburrecer’ as pessoas, como centenas de programas veiculados na TV brasileira.

Logo em seguida envergonhada porque foi a primeira vez em toda minha vida que eu assisti esse programa. Envergonhada por estar tão distante assim de um dos poucos programas de qualidade que a TV aberta fornece. Isso me lembrou de certa vez no Salão do Livro, quando caí de para quedas numa palestra ótima com o Gabriel Chalita, que na época, assim como o Roda Viva não sabia de quem se tratava.

E por fim, decepcionada. Decepcionada por esse programa ser exibido tão tarde (neste caso, depois de visitar o site do programa, descobri que 1hr é a reprise), decepcionada por grande parte da população não saber da existência de programas assim e pior, não nutrirem o mínimo de interesse por atrações do gênero.

Atualmente não tenho paciência para TV, quer dizer, a programação exibida por ela. Telejornais são sinônimos de tragédias e falcatruas facilmente acessadas através de internet, quando eu quiser e mais importante, SE eu quiser ficar sabendo disso. As novelas são totalmente previsíveis, e essas nem contam, pois estudo a noite, haha. Programação de fim de semana então, nem se fala. Dessa maneira, quando tenho tempo sobrando para isso, assisto a filmes ou seriados; só.

E uma das coisas que me chamou atenção no já citado programa foi o conteúdo, claro, e a não necessidade de apelar para nada. Qualquer programinha de auditório por aí está repleto de moças com "roupas" de pouco pano, programação imbecil, de mau gosto e nada construtiva. E o pior que é isso que as pessoas consomem, é isso que elas cultuam. Vejam o terrível Big Brother que começa semana que vem... Como pode um negócio desses ser exibido aqui há quase dez anos, e o pessoal ainda ficar empolgado com uma coisa dessas? Isso sem falar na total falta de criatividade dos produtores nacionais, que parecem não cogitar criar algo novo e de acordo com nossa realidade... Não... Comprar porcaria internacional é mais interessante, e garantias de uma população ainda mais bitolada e fútil.

Falando nisso, me lembrei do "Brasileiros Pocotó"; se você colocar isso no Google, vai parar na página do Luciano Pires e lá existe um comentário que vou transcrever aqui e que diz de maneira clara o ponto no qual eu queria chegar:

"Nunca fomos tão influenciados pela mídia, cuja força molda o comportamento dos brasileiros. Passamos por um momento de nivelamento por baixo da cultura, com músicas, programas de TV e de rádio que apelam para baixarias na tentativa de ganhar audiência. Quais as implicações disso? Que reflexos essa pobreza cultural traz a nosso dia a dia? Que conseqüências as empresas estão sofrendo? Como devemos agir para escapar desse nivelamento e adotar uma postura inovadora?"

Esses são meus questionamentos de hoje. O que fazer? É aterrorizante isso, sabe? São muitos os que querem que nosso país, que nossa realidade evolua, melhore, mas para isso precisamos de cidadãos conscientes, inteligentes, que adquiram o censo crítico desde cedo, que saibam reclamar seus direitos e não que fiquem se vangloriando do "jeitinho brasileiro", jeitinho esse principal responsável pela corrupção que assola este país de Norte a Sul.

Há pessoas tão hipócritas (perdoem os termos hoje) que condenam os políticos julgando-os corruptos, mas na primeira oportunidade de serem favorecidos de qualquer maneira não pensam duas vezes. Cada um se preocupa apenas com o próprio umbigo e que se dane todo o resto. Infelizmente pensamentos como esses estão longe de mudar e quem teoricamente tem poder para alavancar essa mudança não está muito interessada pois é mais cômodo e lucrativo que as pessoas permaneçam assim.

Desviando um pouco do assunto, nossa PresidentA – fica estranho, não é? Mas está no dicionário, eu procurei! – não era exatamente quem eu sonhava para primeira mulher na história do Brasil a se tornar presidente, mas vá lá, o que está feito está feito, agora é cruzar os dedos, dobrar os joelhos, fazer promessas para todos os Santos e esperar que isso resulte em algo positivo para todos.

Termino esse post com este ótimo vídeo. Vejam :) e claro.. deixem suas opiniões.. Abraços e boa semana!

4 comentários:

  1. Eu também senti essas coisas ao ver o roda viva no ano passado, quando eles entrevistaram a Marina, por incrível que pareça eu achei a entrevista muito ruim, mas já vi outros programas e também fiquei triste por poucas pessoas verem, na realidade a tv cultura tem muita coisa boa, e as vezes a gente por mero "preconceito" não assiste o canal!
    O Clóvis Rossi que é um jornalista diz que O jornalismo é a arte de informar para transformar. É triste ver que a mídia no geral tem deixado isso de lado, tem esquecido do informar e tem posto um manipular no lugar. Nos resta tentar mudar, por que do jeito que as coisas vão, o brasileiro vai continuar "burro" por muito tempo, infelizmente não acho que educação seja uma das prioridades da nossa "querida" presidenta!!
    Eita Vii, falei demais!! ótima postagem!!

    =*

    ResponderExcluir
  2. Viii...
    Obrigado pelas palavras certas em meu blog. Nessas horas as pessoas acham que precisam sair falando a esmo um montão de coisas!
    Mas o que você disse é perfeito. É mesmo uma questão de conviver com o momento, com as novas circunstâncias e manter a respiração. Chorar ou não chorar é uma questão muito particular.
    Obrigado mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Viii, mais uma vez eu aqui. E mais uma vez pra lhe parabenizar pelo ótimo texto.
    Fico muito feliz que, apesar de eu ser um blogueiro que raramente escreve, você acompanha meu blog. Obrigado pelo carinho.

    Sempre achei 10 os vídeos Brasileiros Pocotó. Tive conhecimento deles a muitos anos, cheguei até fazer o download do vídeo para o meu computador e o tenho até hoje. Vou procurar no youtube, se nao tive vou fazer o up do que tenho aqui..rs

    Realmente esse programa é muito bom, várias vezes me deparei na situação de estar procurando no youtube uma entrevista de alguém e encontrei a entrevista feita pelo Roda Viva. E são muito boas. Por falar nisso, o youtube passou a ser minha TV...rs Dentre os pouquíssimos conteúdos televisivos que assito está o CQC, que também acompanho pelo youtube..rsrs

    Viii, sou meio descepcionado com a tv brasileira e até cheguei a escrever sobre isso no meu blog. Acabei focando muito nos seriados, mas se interessar em ler o link é este aqui em baixo....rs

    http://www.hugoalves.com.br/2009/10/quando-crianca-adorava-assistir.html

    Mais uma vez obrigado \o/
    Abração!

    ResponderExcluir
  4. Ah, Viii, é tenso, viu?!
    A TV aberta não tem salvação. Mas alguns programas da Tv Cultura são ótimos. Tem aquele problema do horário... tenso!
    Roda Viva é excelente, não assisto sempre, mas quando posso (e lembro) dou um jeito de conferir. Outro muito bom é o Comentário Geral, fica a dica ^^.

    ResponderExcluir