.-;-.-;-.Meu Dia Poético .-;-.-;-.


O meu dia amanheceu bem quente.
E pra melhorar, à tarde, o quarteirão onde trabalho ficou sem energia, logo, a escola de música transformou-se numa grande sauna!

No fim da tarde recebi uma ligação avisando-me que minha aula de piano tinha sido cancelada! Só Deus sabe o quanto eu desejei isso por todo o meu dia.

Voltando pra casa (mais cedo), contente por aquela inesperada caminhada, um velhinho safado olhou pra mim e disse algo (rs) mas tá tudo bem porque eu não ouvi NADA, meus fones de ouvido estavam no máximo.

As pessoas olhavam pra mim, e eu realmente pude sentir que havia algo estranho no ar.
Porém até agora não descobri que coisa seria essa, mas o fato é que quase chegando em casa, passou por mim uma mãe (ou babá, ou tia, ou irmã) empurrando um carrinho de bebê.
E nele havia um garotinho de aproximadamente uns oito meses. E sabe o que ele fez????
Hum???
ELE SORRIU PRA MIM!!!

Mas foi um sorriso tão lindo, tão puro, e ele até se virou no carrinho, enquanto eu passava por ele, para sorrir pra mim!!
Depois disso que dia não se torna poético?
Claro que nem tudo saiu da maneira como eu esperava, eu tive chateações, chorei, mas quando eu lembro daquele sorrisinho.....!percebo que não há motivos porquê reclamar, afinal a vida é linda!


3 comentários:

  1. Que lindooo, amiga. Amooooo criança.
    Foi mesmo um dia poético - "as pequenas coisas valem mais"

    te amo!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Aopa, são esses momentos que valem a pena e que salvam o dia!

    ResponderExcluir
  3. Ah, é verdade, nada como um serzinho sorrindo pra gente. Ganha-se o dia, esquece-se o mau-humor, as intempéries e até se consegue fazer o dia, um dia poético.

    Muito bom!
    Tomara que vc continue encontrando esses menininhos pela rua!
    Beijos!

    ResponderExcluir